Cardiologia

O sangue circula pelo corpo humano graças ao efeito impulsor do coração, que atua como se fosse uma bomba.

O coração trabalha em 2 tempos:
• Diástole quando se relaxa, enchendo-se de sangue
• Sístole quando se contrai, expulsando o sangue

Graças a esses movimentos de contração e relaxamento, o sangue circula permanentemente pelos vasos sanguíneos (artérias e veias)

A pressão arterial é a pressão que o sangue exerce na parede das artérias, medida em milímetros de mercúrio. Ao se medir esta pressão, determinam-se dois níveis

• Máxima: Quando o coração contrai-se, temos uma pressão sistólica.
• Mínima: Quando o coração relaxa-se, temos uma pressão diastólica.

São vários os fatores de risco que podem contribuir para que você tenha pressão alta.

Fatores não modificáveis:
• Obesidade, tabagismo e colesterol alto são os principais fatores de risco que podem ser tratados ou evitados.
• Excesso de sal
• Bebida alcoólica: O uso abusivo de bebidas se associa à hipertensão
• Sedentarismo: A falta de exercício físico contribui para o excesso de peso.
• Estresse: Excesso de trabalho, angústia, preocupação e ansiedade podem ser responsáveis pela elevação da pressão.

A pressão alta geralmente não tem sintomas específicos, mas silenciosamente vai adoecendo os seus vasos, podendo causar dificuldades à circulação adequada. Vários órgãos podem ser acometidos: Cérebro, coração, rins, por exemplo.

Consequências da Hipertensão Arterial:
• Derrame cerebral
• Insuficiência renal
• Infarto do miocárdio
• Insuficiência cardíaca
• Arritmias
• Retinopatia (diminuição da visão)
• Lesões nas artérias e outras

O tratamento adequado pode controlar a pressão arterial, levando o paciente a ter uma vida saudável. Esse tratamento estende-se por toda a vida.

A pressão arterial tem variacões por influências emocionais, atividades físicas e variações naturais do dia-a-dia. São exemplos o declínio da pressão arterial durante a noite e a elevação ao acordar, variação onde está o maior risco.

Mudanças de estilo de vida devem ser adotadas:
• Pratique regularmente atividades físicas
• Evite o excessod e sal
• Reduza a ingestão de alimentos com muitas calorias e ricos em gorduras
• Evite o abuso de bebidas alcoólicas
• Mantenha-se relaxado o maior tempo possível
• Adquira hábitos alimentares saudáveis: Frutas, verdures, legumes, carnes magras, etc.
• Evite embutidos, enlatados, produtos industrializados, maioneses, creme de leite e frituras.

A hipertensão não tem cura, mas tem tratamento. Para seu controle, o medicamento prescrito por seu médico deve ser usado regularmente. A adesão ao tratamento previne as complicações. Realize consultas médicas regulares. Procure grupos de associações ligadas à patologia e participe de campanhas educativas.

Fonte: Associação dos Portadores de Doenças Crônicas do Brasil (APDC)

O QUE FAZER PARA TRATAR A PRESSÃO ALTA

TRATAMENTO COM MEDICAMENTOS
Existem vários remédios destinados ao controle da pressão arterial, e cada um atua no organismo de modo diferente, com o objetivo de reduzir a pressão alta. O médico iniciará o tratamento com o medicamento mais adequado ao seu caso e observará o resultado em sua pressão arterial, assim como a presença de quaisquer efeitos colaterais. Se necessário, a dose será gradualmente aumentada, ou outras drogas podem ser usadas, até que a pressão esteja bem controlada.

QUAIS MEDIDAS AUXILIARES

• PERCA EXCESSO DE PESO
Matenha uma alimentação saudável, incluindo vegetais, frutas frescas, pão, cereais, leite desnatado e seus derivados, peixes, aves e carnes magras. Você deve comer menos gordura e açúcar, reduzir o álcool e o sal. A ingestão demasiada de sal contribui para a elevação da pressão arterial. Evite usá-lo na preparação da comida ou à mesa. Prefira alimentos frescos e feitos em casa, pois os industrializados geralmente têm alto teor de sal.

• PRATIQUE UMA ATIVIDADE FÍSICA
Ter pressão alta não siginifica se tornar uma pessoa inválida. A prática de exercícios deve fazer parte de uma rotina diária permanente, mas não é necessário ser um atleta ou participar de competicões esportivas. Basta praticar regularmente caminhadas, natação, ciclismo ou jogos, como tennis e futebol. Os exercícios que exigem muito esforço do corpo podem aumentar muito a pressão arterial enquanto você pratica e devem ser evitados. Pergunte ao seu médico sobre o melhor programa de exercícios para você. A atividade física regular ajuda a perder peso e pode reduzir a pressão arterial.

• EVITE O ÁLCOOL
Muitos estudos demostraram uma ligação entre o álcool e a pressão alta. As pessoas que tomam o equivalente a três ou mais copos de cerveja por dia apresentam uma probabilidade três vezes maior de manifestar pressão arterial elevada que os não bebedores. O álcool também pode interferir no tratamento medicamentoso. Se você tem pressão alta, especilmente, se toma medicamentos para o tratamento, deixe de beber ou reduza ao máximo a ingestão de álcool.

• NÃO FUME
Você será aconselhado(a) por seu médico a deixar de fumar. O fumo não causa pressão alta, mas agrava o quadro, levando à ocorrência de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e gangrena das pernas, além de outros danos. Entre vários outros componentes químicos, o tabaco contém monóxido de carbono e nicotina. Juntas, essas substâncias reduzem o suprimento de oxigênio ao coração e aumentam o consumo cardíaco de oxigênio. Assim que você deixa de fumar, esse risco é reduzido rapidamente.

MUITO IMPORTANTE
Os medicamentos anti-hipertensivos não curam a pressão alta. Raramente uma medicação pode ser interrompida depois que a pressão arterial volta ao nível normal. Para a maioria das pessoas, o tratamento precisa ser continuado por toda a vida. Mas não se preocupe. As drogas não se acumulam no organismo e, quanto maior for o tempo que você estiver tomando a medicação, melhor ela funcionará. Por isso, tome sua medicação regularmente, mesmo se você estiver se sentindo bem. Você sempre deve trazer consigo uma lista das drogas e doses que toma.

SEU PAPEL NESSE ESFORÇO CONJUNTO
É necessário o estabelecimento de uma parceria entre você e seu médico para o êxito da terapia de controle de sua pressão arterial. Vocês precisam trabalhar juntos.

NOÇÕES GERAIS
A pressão alta ou hipertensão é uma das doenças mais comuns em homems e mulheres. Afeta vários orgãos e, raramente, apresenta sinais de alerta. Ela pode se tornar um inimigo, caso não seja regularmente medida e tratada por um médico.

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS
Se a pressão alta não for controlada, pode sobrecarregar o coração e também acelerar o processo de obstrução arterial conhecido como aterosclerose. Isso pode levar a um ataque cardíaco, derrame cerebral, insuficiência cardíaca e insuficiência renal.

CAUSAS DA PRESSÃO ALTA
Na maioria dos casos, não se sabe exatamente como a pressão arterial se desequilibra. Mas excesso de peso, bebidas alcoólicas, hábitos alimentares inadequados e falta de exercícios (físicos) têm um papel importante na elevação da pressão arterial. Existem alguns casos em que a elevação da pressão é causada por doenças de rins ou alteracões hormonais.

COMO MEDIR A PRESSÃO ARTERIAL
Todas as pessoas devem conhecer o nível de sua pressão arterial. Para medí-la, basta visitar seu médico ou um posto de saúde. Tente relaxar quando estiver medindo a pressão para evitar uma leitura falsa.

COMO VARIA A SUA PRESSÃO ARTERIAL
Sua pressão varia de hora em hora, dependendo da posição do seu corpo, respiração, exercício e sono. Os níveis mais baixos normalmente ocorrem durante o sono, enquanto os mais altos ocorrem durante estados de agitação, stress ou atividade física. Essas elevações temporárias são naturais, e a pressão arterial retorna ao normal quando você repousa.

Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 389

Lapa - São Paulo - SP

CEP: 05078-000

Telefone principal / WhatsApp
(11) 3643-5833

Telefone alternativo
(11) 3832-9880