Dermatologia

O que é?

A Dermatite Seborreica é uma doença de pele que se dá pela inflamação em áreas do corpo onde ocorre maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas. Ela também é conhecida apenas como seborreia ou eczema seborreico, além de ser chamada, popularmente, de caspa.

A doença se manifesta com mais frequência no couro cabeludo, mas também pode ocorrer nas sobrancelhas, barba, ao redor do nariz, na testa, nas dobras da pele, no peito, nas costas e no canal auditivo.

A dermatite seborreica é uma doença crônica e não contagiosa. Ela não altera a saúde do paciente de forma grave, apesar de ser desconfortável por conta dos sintomas e também por ser, na maioria dos casos, uma patologia visível.

O que causa a Dermatite Seborreica e quais os seus sintomas?

Cerca de 20% da população mundial possui a doença e somente 3% possui lesões clinicamente relevantes. Por ser crônica, os pacientes que possuem Dermatite Seborreica vão apresentar os sintomas mais de uma vez na vida, alguns com maior frequência que outros.

As causas da Dermatite Seborreica não são conhecidas. O que se sabe é que alguns fatores agravam o quadro, como o clima seco, frio e estresse.

Uma das teorias recentes abordada é de que o fungo Malassezia (antigamente chamado de Pityrosporum ovale), que se alimenta de pele morta em regiões onde existe maior produção de sebo, encontre um ambiente favorável para crescer nas regiões de glândulas sebáceas, podendo estar, de alguma maneira, ligado à doença. No entanto, ainda não existe nenhuma evidência dessa relação – até porque este fungo pode ser encontrado em várias pessoas que não possuem a doença.

O principal sintoma da Dermatite Seborreica é a formação de lesões avermelhadas que descamam e coçam. Essa descamação pode resultar no aparecimento da caspa no couro cabeludo. A doença também pode causar coceira ou ardor, além de oleosidade excessiva.

Como é feito o diagnóstico?

Se o paciente apresenta alguns dos sintomas da Dermatite Seborreica, é importante procurar um dermatologista ou um clínico geral. O médico irá fazer uma série de perguntas indo do histórico médico aos sintomas.

Na maioria dos casos não é necessário nenhum exame laboratorial para diagnosticar a Dermatite Seborreica. Se necessário, o médico pode solicitar uma biópsia cutânea, além de outros exames, para descartar a possibilidade de outras doenças, como Psoríase ou Micose.

Tratamentos e prevenção

Como a Dermatite Seborreica é uma doença crônica, não existe cura para ela. No entanto, os sintomas podem ser controlados com o tratamento adequado. Algumas recomendações podem ser seguidas pelos pacientes para amenizar os efeitos:

- Evitar a ingestão de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas;
- Procurar um nutricionista para balancear a alimentação com alimentos anti-inflamatórios;
- Não tomar banho com água muito quente;
- Buscar maneiras de controlar o estresse do dia a dia;
- Retirar completamente o xampu e o condicionador dos cabelos;
- Evitar o uso de cremes sem enxágue nos cabelos;
- Utilizar xampu anti-caspa.

Em casos mais complicados, o médico dermatologista pode receitar o uso de pomadas ou cremes com corticoides e outros produtos.

Crosta Láctea, a Dermatite Seborreica nos bebês

É comum que os bebês apresentem Dermatite Seborreica nos primeiros três meses de vida. Em geral, a situação não é grave e pode acometer o couro cabeludo, as sobrancelhas e as dobras do corpo. A doença recebe o nome de ‘crosta láctea’ por ser, basicamente, uma placa gordurosa que adere à região.

O tratamento para os bebês se dá pela umidificação do local com óleo mineral antes de remover a crosta. O médico também pode receitar o uso de pomadas ou cremes.

É importante também trocar as fraldas com regularidade para evitar o surgimento da Dermatite Seborreica ou de outras erupções cutâneas na criança.           

Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 389

Lapa - São Paulo - SP

CEP: 05078-000

Telefone principal / WhatsApp
(11) 3643-5833

Telefone alternativo
(11) 3832-9880