Angiotomografia

O que é angiotomografia?

Há algumas décadas, só era possível descobrir uma doença quando os sintomas se agravavam e, muitas vezes, o quadro não tinha mais como ser revertido, nem com o auxílio de medicamentos ou até de procedimentos cirúrgicos. Com o passar dos anos e o aperfeiçoamento das técnicas e exames necessários para descobrir alguns diagnósticos, em conjunto com a conscientização da população em realizar consultas de forma preventiva, a possibilidade da descoberta de doenças cada vez mais cedo vem crescendo.

A angiotomografia é um exemplo de exame de imagem que utiliza tecnologia de ponta e que verifica, por exemplo, se o paciente pode ter a possibilidade de sofrer um infarto. Por meio de uma tomografia computadorizada dos vasos sanguíneos, a angiotomografia possibilita uma observação nítida das partes interna e externa, do diâmetro e do nível de comprometimento de um desses vasos.

O exame ajuda o médico a verificar se há alguma anormalidade estrutural e também é usado para detectar doenças no pericárdio (membrana que envolve o músculo do coração) e na artéria aorta, além de coágulos ou tumores. A angiotomografia também é utilizada para verificar com clareza o fluxo sanguíneo cerebral, ou de outros órgãos como os rins, por exemplo.

Através do exame, calcificações coronarianas consequentes do acúmulo de placas de gordura no interior das artérias são identificáveis. Isso acontece porque o aparelho tem uma alta definição dos vasos, capaz de permitir que a reconstrução deles seja reproduzida com perfeição em um monitor de computador.

Diferentemente dos exames convencionais como o eletrocardiograma de esforço; ecocardiograma de estresse; e os exames de medicina nuclear – que só conseguem detectar artérias em estágio avançado de obstrução (quando já estão cerca de 70% comprometidas); a angiotomografia pode detectar quando um vaso está em fase inicial de obstrução (mais precisamente com 5% do vaso obstruído).

Como é realizado o procedimento?

A angiografia por tomografia computadorizada utiliza radiação ionizante para aquisição das imagens e essa fonte de raio-X gira em torno do paciente para produzir a imagem de diversos ângulos. É necessário que o paciente que for submetido ao exame tome contraste (um medicamento injetado via endovenosa) para que a estrutura dos órgãos e vasos seja realçada, facilitando sua visualização, inclusive no caso de algum tipo de lesão.

O exame pode ser utilizado para avaliar qualquer veia ou artéria do organismo, entretanto os vasos maiores como aorta, carótidas e femorais apresentam uma definição melhor do que os vasos mais finos: ele demora não mais do que alguns minutos para ser realizado.

Quais doenças podem ser identificadas através do procedimento?

As indicações para a angiotomografia são:

- Quando o paciente apresenta sintomas de doenças no coração;

- Em pessoas com algum tipo de doença cardíaca ou dor de cabeça forte (que pode indicar a presença de aneurismas);

- Suspeita de calcificação coronariana;

- Avaliação de procedimentos pós-cirúrgicos como a inserção de um stent (tubo fino que é introduzido para impedir o entupimento das veias) ou um procedimento endovascular de aorta, por exemplo.

Com o resultado em mãos, o médico pode intervir e evitar diagnósticos mais graves como a isquemia (diminuição da irrigação sanguínea ocasionada por obstrução arterial).

O exame também serve para convencer o paciente a mudar hábitos, já que as imagens são nítidas e é possível observar as placas de gordura nas paredes das artérias.

Quais são os tipos de angiotomografias

A angiografia por tomografia computadorizada pode abranger qualquer área do corpo, mas geralmente as mais solicitadas pelos médicos são a angiotomografia coronária e a angiotomografia cerebral. Esses dois tipos de exames analisam os vasos que irrigam o sangue para o cérebro e para o coração e, portanto, tem extrema importância.

A angiotomografia coronária analisa as artérias responsáveis pela nutrição do músculo cardíaco, que no caso de apresentar alguma obstrução séria, pode ocasionar problemas como infarto do miocárdio, angina, dor no peito e falta de ar.

Já na angiotomografia cerebral, os vasos que devem ser analisados são os que compõem o circuito arterial cerebral que, se bloqueados pelo acúmulo de placas de gordura, podem apresentar risco de desenvolver aneurismas cerebrais e AVC. Um cateter é injetado em um vaso sanguíneo na virilha, ou um pouco acima do cotovelo e esse cateter é guiado para a área da cabeça e do pescoço. Em seguida, um contraste iodado é injetado no vaso e, assim é possível verificar as imagens.

Contraindicações para o exame

A angiografia por tomografia computadorizada não é indicada para os seguintes grupos:

- Pacientes que tenham alergia ao contraste;

- Mulheres grávidas;

- Obesos (por não permitir boa visualização dos vasos sanguíneos);

- Pacientes que tenham a artéria altamente calcificada;

- Indivíduos com ritmo cardíaco irregular, cujos batimentos não possam ser diminuídos mesmo com medicamentos para realização do exame;

- Asmáticos.

Se o paciente fizer uso de estimulante sexual, deve suspender o uso por 48 horas antes do exame.

Preparação para o exame

O paciente deve, ainda, suspender cafeína nas 48 horas que antecedem o exame e fazer jejum por seis horas antes da angiografia por tomografia computadorizada. Pacientes diabéticos devem suspender (somente mediante autorização médica) o medicamento por dois dias antes e dois dias após o exame.

No caso da angiotomografia coronária e na angiotomografia cerebral, o paciente é encaminhado para fazer o uso de medicamentos específicos, sendo que um deles é para diminuir a frequência cardíaca e o outro para dilatar os vasos sanguíneos. O objetivo dos medicamentos é melhorar a visualização das veias e artérias.

Quais são os cuidados necessários após a realização do exame?

A amamentação, no caso de mulheres nessa fase, deve ser suspensa por 24 horas após a realização do exame e ela deve, também, descartar o leite nesse período.

Geralmente, o paciente pode voltar às atividades cotidianas logo em seguida à realização do exame. Em alguns casos ele pode ficar por algumas horas em observação, quando solicitado pelo médico.

Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 389

Lapa - São Paulo - SP

CEP: 05078-000

Telefone principal / WhatsApp
(11) 3643-5833

Telefone alternativo
(11) 3832-9880