Teste Ergométrico

O que é?

O Teste Ergométrico ou Teste de Esforço é um tipo de exame muito utilizado para diagnosticar as doenças relacionadas ao coração. O exame funciona como um complemento do exame clínico e serve basicamente para analisar o comportamento do coração durante o esforço físico. Por isso, ele é realizado na esteira ou bicicleta associado ao eletrocardiograma, que registra o comportamento do coração.

O Teste de Esforço avalia a capacidade cardiovascular do paciente e pode medir uma série de parâmetros importantes para um diagnóstico preciso, como ritmo e frequência cardíacos, pressão arterial e isquemia. Trata-se de um exame não invasivo, de baixo risco e que fornece informações muito relevantes.

Apesar disso, existem algumas contraindicações e situações em que o teste não é recomendado, por isso deve sempre ser solicitado por um médico especialista.

Quando é preciso realizar o procedimento?

Quando há presença de algum sintoma (como dores no peito, fadiga, entre outros), ou para pessoas que desejam iniciar atividades físicas.

No caso de pacientes com arritmias, doenças das válvulas cardíacas, que passaram por angioplastias ou com outras condições similares, o exame pode ser utilizado ainda no acompanhamento médico. Nessas situações, é muito importante que o paciente apenas realize o teste quando recomendado pelo médico, que poderá avaliar o real benefício deste exame.

Quais as recomendações e preparos para antes do procedimento?

Como já comentamos, apesar de o Teste do Esforço ser um exame de baixa complexidade, existem algumas contraindicações e riscos para pacientes com doenças cardiovasculares. O teste não é recomendado para pacientes com hipertensão descontrolada, arritmia cardíaca em grande quantidade, doença arterial coronária instável, embolia pulmonar, miocardites ou pericardites, doenças valvares significativas, pessoas com limitações físicas ou emocionais e ainda mulheres grávidas, dentre outras.

Para realizar o teste são necessários alguns preparos básicos: estar bem alimentado; ficar no mínimo duas horas antes sem fumar e uma hora após o procedimento; não utilizar cremes, hidratantes, pomadas ou gel corporal de qualquer tipo; usar roupas confortáveis; e, se houver necessidade, depilar a região do tórax para que não haja interferências.

Após o exame, o paciente deve permanecer sem expor a região do tórax ao sol, por pelo menos 72h por conta de uma possível irritação ou sensibilidade na pele que pode ser causada pelos eletrodos ou pelo abrasar da pele no momento da assepsia.

Como é feito o procedimento?

Primeiro, serão colocados dez eletrodos no tórax do paciente, que serão responsáveis por captar as informações que serão registradas pelo eletrocardiograma no computador. Depois, o paciente será conduzido para a esteira ou bicicleta – os equipamentos podem variar de acordo com cada laboratório – onde os exercícios sejam iniciados em um ritmo lento com um aumento gradativo do esforço a depender do protocolo. Todas as informações e variações que ocorrem durante o exercício são registradas pelo computador, assim como do período anterior ao início da atividade e do período de recuperação.

Caso o paciente sinta muito cansaço ou apresente qualquer outro sintoma, o profissional que realiza o exame deve ser imediatamente informado e o procedimento interrompido.

O resultado do Teste Ergométrico, com o registro de todo o comportamento do coração frente ao esforço físico, deverá ser analisado pelo médico especialista que pode ainda precisar de outros exames complementares de acordo com o resultado observado. Na maioria das vezes, o teste costuma apresentar um resultado satisfatório, sendo poucos os casos de erro.

Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 389

Lapa - São Paulo - SP

CEP: 05078-000

Telefone: (11) 3643-5833